(11) 97569-1877

Mamoplastia de aumento

Vídeos

Implantes mamários dificultam a amamentação?

Falso. Durante a cirurgia de aumento do peito, não modifico a estrutura ou o funcionamento da glândula mamária, portanto, a produção e secreção do leite materno não são afetadas. O estimulo para lactação é realizado pela oxitocina que é um hormônio produzido no sistema nervoso central e não se relaciona com a cirugia de prótese mamaria. Além disso, os implantes são colocados atrás da glândula para impedir que ela interfira na amamentação.

Os implantes mamários podem explodir em um avião?

Esse boato é totalmente falso. Não há risco de da prótese mamaria utilizado explodir em um avião, uma vez que as cabines da aeronave são pressurizadas. As variações de pressão devido a mudanças na altura não afetam o interior da aeronave, portanto seus implantes são totalmente seguros durante o vôo.

Os implantes duram apenas 10 anos no máximo?

Atualmente, devido à alta qualidade dos implantes coesivos de silicone, eles podem permanecer no corpo por muito mais de 10 anos. De fato, a taxa de ruptura após 10 anos é de apenas 4%. Em muitos casos, os implantes mamários podem durar a vida toda, enquanto em outros terão que ser alterados ao longo dos anos com base na deterioração do implante e sempre sob supervisão médica. Por esse motivo, é recomendável visitar o cirurgião ocasionalmente para garantir o status do implante mamário. Inúmeros fatores influenciaram a decisão da troca de sua prótese mamaria, entre eles principalmente serão fatores estéticos com ptose e flacidez de pele, desejo de aumento ou diminuição de volume além de condições medicas e do material e condições da prótese mamaria. Exames de ultrassom, mamografia e ressonância nuclear magnética serão indicados para seguimento sempre que necessário.

Se o implante rasgar, o plástico vazará para o seu corpo?
Os implantes mamários modernos são compostos de géis de silicone altamente coesos; portanto, se o implante for quebrado, ele mantém a forma e o conteúdo não se espalha por todo o tecido. São as próteses mamarias com gel de alta coesão. Nesse caso, seu cirurgião removerá com segurança os implantes mamários.

Após a cirurgia, você perderá a sensibilidade da mama?
O implante mamário, em geral, não afeta a sensibilidade do seu seio. Dito isto, quando o implante é muito grande e estica bastante a pele, ele também pode esticar os nervos sensíveis e alterar a sensibilidade da mama. Isso é muito raro e, na grande maioria dos casos, não acontece ou é uma condição transitória.

Esses riscos e outros serão discutidos completamente antes do seu consentimento. Lembre-se que a escolha do medico é fundamental para diminuição dos riscos cirúrgicos. portanto é fundamentar escolher um cirurgião plástico que tenha treinamento especifico e seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Fiz especialização com o grupo de Microcirurgia Reconstrutiva da Cirurgia Plástica do HC (reconhecido como o mais importante grupo em nosso país). Sou membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Os resultados sempre parecem anti naturais?

Falso. A cirurgia de aumento de mama é conhecida por obter uma aparência muito natural da mama, no entanto, os resultados dependem das características anatômicas do paciente, do tipo de implante utilizado e da experiência do cirurgião. Uma boa técnica para obter um resultado mais natural é a combinação de mamoplastia para alcançar o volume desejado, juntamente com um lipoimplante de mama usando enxertos de gordura para modelar a mama e suavizar as bordas. Lembramos, ainda, que a prótese mamaria oferece diferentes tipos de resultados sendo que algumas pacientes preferem um colo mais ou menos marcados.

Há uma grande chance de seu corpo rejeitar o implante?

Falso. O risco de rejeição é extremamente baixo, pois o material do implante é totalmente compatível com o nosso corpo, embora seja possível uma contratura capsular.

Nesse caso, quando o implante é inserido, o corpo reage formando uma cápsula de tecido fibroso ao redor do implante. Este é um processo totalmente natural, no entanto, o problema surge quando a cápsula endurece e pressiona contra o implante. Isso pode fazer com que os seios fiquem difíceis de tocar. Nesse caso, outro procedimento pode ser necessário para eliminar a cápsula e trocar a prótese. Atualmente existem tratamentos medicamentosos associados a medidas fisioterapias com bons resultados. Essa entidade clinica é conhecida como contratura capsular de Baker.

Você nunca pode praticar esportes após um aumento dos seios?
Durante o período de recuperação pós-operatória, você deve evitar qualquer atividade que envolva movimentos bruscos dos braços e esportes de alto impacto. Atividade extenuante pode afetar sua cura e causar complicações com sua cirurgia. Depois de concluir o processo de recuperação padrão (aproximadamente 1 mês), você pode praticar qualquer esporte usando um sutiã esportivo apropriado para obter suporte adicional.

Os implantes mamários aumentam o risco de câncer de mama?

Falso. Usar um implante de silicone não afeta seu risco de desenvolver câncer de mama. Os implantes também não dificultam a detecção de tumores pelos médicos, se os exames radiológicos relevantes forem realizados.

O aumento do peito fará com que o seu peito ceda cedo?

Falso. Antes da intervenção avaliarei a qualidade da sua pele para determinar qual tamanho de prótese é o mais apropriado. Não é aconselhável colocar uma prótese muito grande em um paciente com pele relaxada.

As cicatrizes da cirurgia de aumento de mama são permanentes?

Falso. As incisões realizadas durante a cirurgia são mínimas e localizadas em uma área onde a pele possui grande capacidade de cicatrização, portanto as cicatrizes geralmente desaparecem com o passar do tempo. No entanto, a exposição ao sol e à fumaça do tabaco deve ser evitada, pois isso pode prejudicar o processo de cicatrização.

As adolescentes não devem fazer a cirurgia de aumento de mama?

Falso. A idade apropriada para uma cirurgia de aumento de mama está ligada ao desenvolvimento completo do corpo e à capacidade de cada paciente de entender e aceitar em que consiste a operação. Muitos adolescentes são aconselhados a adiar a cirurgia porque seus seios ainda podem estar se desenvolvendo ou seu peso pode estar flutuando bastante.

O que lembrar:

O aumento do peito é um procedimento que você deve optar por fazê-lo por si mesmo e não por mais ninguém, mesmo que outra pessoa tenha se oferecido para pagar pelo seu procedimento.

Cuidados gerais após a cirurgia de mamoplastia de aumento

Cuidados gerais:

• Alimentação: o ideal é manter uma dieta leve a moderada nos primeiros 7 dias após a cirurgia. A medicação (antibióticos, analgésicos e antiinflamatórios) pode deixar o estômago mais sensível, causando enjoo e mal estar. Passado esse período, você pode voltar à rotina normal de alimentação.
• Sutiã: após a cirurgia, a paciente deve passar a usar o sutiã cirúrgico, retirando-o apenas para o banho (o ideal é ter duas peças para poder lavá-las). É o cirurgião quem determina por quanto tempo o sutiã cirúrgico será necessário, mas, em média, o prazo é de 2 meses.
• Drenagem linfática: o cirurgião pode recomendar drenagem linfática para eliminar o excesso de líquidos e diminuir o edema (inchaço). Os movimentos devem ser leves. Nossa clinica oferecerá drenagem pôs cirúrgica com fisioterapeuta assim como luzes de LED e laser para seu pronto reestabelecimento.
• De volta à rotina: de maneira geral, o período para retornar ao trabalho e aos estudos é de uma semana. Porém, é sempre importante consultar seu médico e a cirurgia de prótese mamaria tem um regresso diretamente relacionado ao grau de atividade física a ser realizado.
• Atividades físicas: atividades físicas, movimentos bruscos e o levantamento dos braços devem ser evitados até que haja liberação médica.
• Repouso: quando for deitar, mantenha o tronco elevado apoiado por almofadas e travesseiros. Não deite de lado ou de bruços até que o médico libere.
• Exposição solar após mamoplastia de aumento com prótese: o sol pode causar marcas permanentes. Portanto, evite praia e piscina e não exponha a região operada ao sol até liberação médica.

Como prevenir a abertura de pontos de mamoplastia de aumento?

• Quando for tossir, espirrar, rir, vomitar ou fazer movimentos que aumentem a pressão na região da cirurgia, procure aplicar pressão sobre o corte para manter os pontos seguros;
• Para evitar esforço físico, peça ajuda para realizar as atividades diárias, inclusive as mais básicas, como tomar banho, deitar e levantar da cama;
• Para diminuir o risco de infecções, evite molhar o corte até que seu médico libere. Proteja a região com material impermeável, como plástico filme.

Como tratar pontos de mamoplastia abertos?

A deiscência vai muito além da questão estética. Se não tratada corretamente, pode evoluir para uma complicação grave. Portanto, é importante utilizar curativos especiais que acelerem a cicatrização e potencializem os resultados. Em alguns casos, pode ser que o médico indique antibiótico para tratar uma possível infecção. A atenção e cuidados médicos neste tipo de situação serão sempre redobrados e toda a equipe cuidadora de você. Os pontos de cirurgia plástica exigem dedicação por parte do paciente e cuidados específicos. Ter paciência faz toda diferença no resultado da cirurgia. O repouso é fundamental para que o organismo se recupere do procedimento. As atitudes desse período influenciam diretamente no pós-operatório e, inclusive, na cicatriz. Portanto, mais uma vez, é muito importante seguir à risca as orientações médicas.

Como são as cicatrizes de mamoplastia?

De maneira geral, a cicatrização ideal de uma mamoplastia pode ser dividida em três períodos:
1 – Do 1º até o 30º dia: o corte deve ter bom aspecto, sinalizando cicatrização e união dos bordos do corte. A dor diminui a cada dia.
2 – Do 2º mês até 12º mês: a cicatriz muda de espessura e cor, passando do vermelho para o tom marrom e, então, clareando gradativamente.
3 – Do 12º mês ao 18º mês: aos poucos, a cicatriz fica cada vez mais clara e menos espessa até que, por volta de um ano e meio, ela assume seu aspecto definitivo.
As cicatrizes das cirurgias de mamoplastia variam de acordo com:
– Objetivo da cirurgia: redução, aumento, reconstrução…
– Tipo de incisão: em “T”, “L”, “I”, pela aréola, etc.
– Características da paciente: algumas pessoas têm pré-disposição para formação de queloides, por exemplo.

Como realizar os curativos?
Logo após a cirurgia farei um curativo impermeável. Esse curativo é trocado por mim no consultório. Na sequência, é feito um curativo simples, com gaze. Esse segundo curativo poderá ser refeito em casa quando necessário porém com auxilio e prescrição medica. A limpeza da região com soro fisiológico, clorexidine, utilizaçao de luvas e aplicação de nova gaze ou curativo será cuidadosamente explicado quando necessário. Habitualmente utilizamos a cola cirúrgica ou a cola Dermabond Prineo que oferece uma barreira de aproximadamente maior que 90% de proteção contra microorganismos. É comum que os mamilos fiquem sensíveis e doloridos e, portanto, acomodar uma gaze nessa região evita a fricção com as roupas, aliviando o desconforto. Quando a paciente segue à risca as minhas orientações e troca corretamente os curativos, as cicatrizes tendem a ficar discretas e evoluem positivamente ao longo dos meses, tornando-se quase imperceptíveis. A evolução da cicatrização pode ser observada ao longo dos meses e, em média, em um ano é possível observar os resultados finais da cirurgia plástica, como tamanho, formato e posição das mamas, assim como o resultado das cicatrizes que ficam mais finas e claras.

Quanto custa a cirurgia plástica de mamoplastia?

É PROIBIDO pelo Conselho Federal de Medicina (através da resolução 1.836/2008) divulgar informações sobre preços e custos de tratamentos sem avaliação prévia para evitar que os pacientes sejam vítimas de cirurgiões e clínicas que atuam de maneira anti-ética, que vendem tratamentos antes mesmo de saber se as pessoas que os procuram terão benefícios com eles ou se é o melhor para elas. Outro motivo importante é que dependendo de cada paciente, procedimentos semelhantes podem ter custos diferentes. Isso inclui necessidade de tratamentos adicionais ou complementares para ter um bom resultado. Todos esses fatores influenciam no valor final de um procedimento.