(11) 97569-1877

Abdominoplastia

Vídeos

O que é uma abdominoplastia ou dermolipectomia de abdomen?

A abdomoplastia, às vezes conhecida como ‘abdominoplastia’, é projetada para ajudar a melhorar a forma e o tom da região abdominal. O procedimento envolve a remoção do excesso de gordura e pele flácidas para melhorar a forma e o tom do tecido subjacente que suporta a gordura e a pele, sempre que necessário são tratadas hérnias e diástase do músculo reto abdominal. Este procedimento pode ser de natureza cosmética ou reconstrutiva.

Qual é o objetivo de uma abdominoplastia?

– Remover a pele flácida e o excesso de gordura do abdômen médio e inferior e reparar todos os músculos separados e possíveis hérnias da parede abdominal.
– Redução da protuberância causada pelo excesso de pele, gordura e músculos abdominais frouxos.
O resultado é um abdômen mais plano, firme e bem torneado.

Quando a abdominoplastia possa ser um procedimento reconstrutivo e, muitas vezes com cobertura pelo plano de saúde?

– Corrigir anormalidades abdominais causadas por trauma, tumores ou outras doenças
– Corrigir ou aliviar defeitos estruturais do abdômen
– Reparar uma hérnia abdominal que se seguiu à gestação ou à cirurgia abdominal anterior.
– Remover um excesso exagerado de pele e gordura, chamado de abdômen em avental pela dobra excedente de pele que se dobra e recobre a virilha, também chamado de “pannus”, que pode causar dermatite crônica, infecção na pele, dificuldade para caminhar e dificuldades de higiene em casos de grandes perdas de peso. A remoção cirúrgica de um pannus é chamada de “apronectomia”.

Para quem a abdominoplastia não é adequada?

– Propenso a tendências de sangramento
– Pacientes que ainda não estabilizaram a perda o peso
– Risco muito alto de ter complicações cirúrgicas
– Planejando engravidar, pois o resultado da cirurgia pode ser perdido

Para quem a abdominoplastia é adequada?

Pessoas fisicamente saudáveis e com um peso estável Pessoas com expectativas realistas Não fumantes Pessoas incomodadas com a sensação de que sua barriga é muito grande

Quais são os riscos e complicações potenciais?

– Infecção da ferida (pode ser necessário tratamento com antibióticos)
– Dor e desconforto ao redor das incisões
– Hematoma (acúmulo de sangue ao redor do local cirúrgico que pode exigir drenagem)
– Cicatrizes visíveis e proeminentes, incluindo cicatrizes quelóides e hipertróficas
– Dormência em locais operados
– Áreas da pele que não cicatrizam e podem exigir enxerto de pele
– Dificuldade em dobrar para a frente devido à pele esticada.
– Acúmulo excessivo de líquidos sob a pele (conhecido como seroma)
– No caso improvável de a perda de sangue durante a cirurgia ter sido grande, pode ser necessária uma transfusão
– Trombose e embolia
– Náusea

Esses riscos e outros serão discutidos completamente antes do seu consentimento. Lembre-se que a escolha do medico é fundamental para diminuição dos riscos cirúrgicos. portanto é fundamentar escolher um cirurgião plástico que tenha treinamento especifico e seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Fiz especialização com o grupo de Microcirurgia Reconstrutiva da Cirurgia Plástica do HC (reconhecido como o mais importante grupo em nosso país). Sou membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Vou precisar de cirurgia revisional?

Na maioria dos casos, uma abdominoplastia não precisa ser repetida. No entanto, como em todos os procedimentos cirúrgicos, a cirurgia revisional pode ser necessária para corrigir pequenas irregularidades.

O saber antes da cirurgia de abdominoplastia?

É aconselhável parar de tomar certos medicamentos, como anti-inflamatórios não esteróides (AINEs), aspirina e medicamentos que contêm aspirina. Você também pode ser solicitado a parar de tomar substâncias naturopáticas, como ginkgo, ginseng e erva de São João, pois podem afetar a coagulação e a anestesia. Sempre diga ao seu cirurgião tudo que estiver tomando. Orientarei todas as medicações antes da cirurgia.
Arranje ajuda durante a recuperação. Faça planos para alguém levá-lo para casa após a cirurgia e fique com você quando começar a se recuperar. Caso necessário a clinica oferece parceria com serviço de enfermagem.

O que ocorrerá após a cirurgia?

Após a cirurgia, um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue e de fluido que possam acumular. Darei instruções especiais, incluindo:
– como cuidar da ferida operatória e dos drenos
– medicamentos para tomar por via oral para ajudar a reduzir o potencial de infecção
– cuidados específicos com o local da cirurgia, com seu estado de saúde, e acompanhamento pós-operatório comigo.
Você passará em consulta comigo dentro de um ou dois dias após cirurgia. Removerei as ataduras e o tubo de drenagem, se usado.

Quais são as recomendações nos primeiros dias após esta cirurgia?

– É importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas a força excessiva, movimento, inchaço ou abrasão durante o tempo de cicatrização.
– Evite atividades físicas e atléticas que possam esticar as incisões
– Tome analgésicos conforme necessário e use antibióticos tópicos ou orais, conforme indicado para evitar infecções de feridas.
– Converse comigo sobre quando – ou se – seus pontos serão removidos. Alguns pontos se dissolvem por conta própria. Outros devem ser removidos no consultório médico nas semanas após o procedimento.

Você deve entrar em contato com o seu cirurgião plástico e buscar um pronto atendimento imediatamente se você tiver…

– Falta de ar
– Dores no peito
– Um batimento cardíaco irregular
– Vermelhidão da pele e febre

Que resultados devo esperar após a cirurgia?

Os resultados são geralmente duradouros, mas lembre-se que sua pele perderá naturalmente alguma firmeza à medida que envelhece e pode ocorrer flacidez. Manter um peso estável e saudável pode ajudar a manter seus resultados.
Realizar drenagem linfática é essencial para o sucesso da sua cirurgia.
É importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas a força excessiva, inchaço, abrasão ou movimento durante o tempo de cicatrização.

Quanto tempo terei que ficar afastado do trabalho?

O paciente devera fazer repouso por cerca de 10 a 14 dias no mínimo das suas atividades de trabalho. A recomendação será sempre individualizada a suas necessidades.

Quando poderei retornar aos exercícios físicos?

Caminhadas progressivas, de acordo com a disposição para tal, estão totalmente liberadas, porém atividade física, em geral, deve ser evitada por um período de 30 dias, variando de como o paciente responderá a cirurgia e a quantidade de gordura que foi retirada.

Sempre deve-se realizar drenagem linfática no pós operatório?

Sim! A drenagem linfática auxilia na redução do inchaço, evita o acúmulo de líquidos no espaço criado pela lipoaspiração (seroma), ativa a circulação sanguínea e linfática aliviando a dor e auxiliando na recuperação. Ainda, através da drenagem linfática manual ou com aparelhos, é possível auxiliar na remoção de hematomas, acelerar o processo de cicatrização e recuperação pós-operatória, bem como, minimizar ondulações, irregularidades e prevenir o aparecimento de fibroses que possam eventualmente surgir no pós-operatório. Nossa clínica conta com todos os equipamentos e equipe especializada para cuidar de você.

Devo usar cinta modeladora no pós operatório?

Sim. O uso de cinta pós-operatória, ou modelador, é indicada, pois tem um papel importante no resultado final da abdominoplastia. Ele ajudará a “comprimir e reposicionar” o tecido descolado com a dermolipectomia para o lugar onde deve permanecer. O uso da cinta pós-operatória é constante, sendo retirada apenas para tomar banho, durante os primeiro 30-45 dias.

Quanto custa a cirurgia de abdominoplastia?

É PROIBIDO pelo Conselho Federal de Medicina (através da resolução 1.836/2008) divulgar informações sobre preços e custos de tratamentos sem avaliação prévia para evitar que os pacientes sejam vítimas de cirurgiões e clínicas que atuam de maneira anti-ética, que vendem tratamentos antes mesmo de saber se as pessoas que os procuram terão benefícios com eles ou se é o melhor para elas.
Outro motivo importante é que dependendo de cada paciente, procedimentos semelhantes podem ter custos diferentes.
Isso inclui necessidade de tratamentos adicionais ou complementares para ter um bom resultado.
Todos esses fatores influenciam no valor final de um procedimento.

É frequente associar lipoaspiração a abdominoplastia?

A associação das duas técnicas é muito frequente e indicada trazendo maior refinamento e otimizando o resultado estético do procedimento. Quando realizado em conjunto essa cirurgia é conhecida como lipoabdominoplastia.