(11) 97569-1877

Ginecomastia

Vídeos

O que é ginecomastia?

A ginecomastia é uma condição de mamas super desenvolvidas ou aumentadas, uni ou bilateral, em homens que pode ocorrer em qualquer idade.
Pode ser o resultado de alterações hormonais, hereditariedade, obesidade ou o uso de certos medicamentos. Pode causar desconforto emocional e prejudicar sua autoconfiança. Alguns homens podem até evitar certas atividades físicas e intimidade simplesmente para esconder sua condição.

Quem é um bom candidato para cirurgia de ginecomastia?

Os candidatos à cirurgia de ginecomastia incluem:
– Homens saudáveis que não têm uma doença com risco de vida ou condições médicas que podem prejudicar a cirurgia.
– Não fumantes e não usuários de drogas
– Adolescentes cujo desenvolvimento mamário se estabilizou.
– Adolescentes ou homens incomodados com a sensação de que seus seios são muito grandes

O que devo esperar durante a recuperação da minha cirurgia de ginecomastia?

Durante o período de recuperação da cirurgia de ginecomastia, curativos ou curativos serão aplicados às incisões e uma bandagem elástica ou vestuário de apoio podem ser usados para minimizar o inchaço e apoiar o novo contorno do tórax à medida que ele cicatriza após a cirurgia.
Um tubo pequeno e fino, conhecido como dreno, pode ser colocado temporariamente sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue ou fluido que possa se acumular.
Fornecei a você instruções específicas que podem incluir como cuidar do local da cirurgia e drenos, medicamentos para aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cura e reduzir o potencial de infecção e preocupações específicas a serem observadas no local da cirurgia ou em sua saúde geral.

Terei cicatrizes após a cirurgia de ginecomastia?

Qualquer tratamento cirúrgico para corrigir ginecomastia exigirá incisões. Embora a maioria das linhas de incisão esteja oculta em contornos naturais, algumas podem ser visíveis e são um resultado necessário da cirurgia de redução de mama masculina.
Todas as cicatrizes de cirurgia de ginecomastia são permanentes, embora algumas cicatrizes possam estar ocultas nos contornos naturais da mama. Sua parte superior do corpo melhorada provavelmente aumentará sua auto-imagem e confiança, seja de camisa e gravata, camiseta ou mostrando o peito na praia.. As práticas da cirurgia não são uma ciência exata. Embora bons resultados sejam esperados do seu procedimento, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível obter ótimos resultados com um único procedimento cirúrgico para tratar a ginecomastia.

Quando outra cirurgia de ginecomastia pode ser necessária?

– Para apertar ou reposicionar as mamas adicionalmente
– Para tratar quaisquer complicações que possam ocorrer
– Em caso de recidivas por doenças especificas

Existe algum risco na cirurgia de ginecomastia?

Esses riscos e outros serão discutidos completamente antes do seu consentimento. Lembre-se que a escolha do medico é fundamental para diminuição dos riscos cirúrgicos. portanto é fundamentar escolher um cirurgião plástico que tenha treinamento especifico e seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
Fiz especialização com o grupo de Microcirurgia Reconstrutiva da Cirurgia Plástica do HC (reconhecido como o mais importante grupo em nosso país).
Sou membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Toda cirurgia vem com algum grau de risco. Por exemplo, sangramento e infecção são possíveis. Não se preocupe, irei explicar completamente possíveis complicações durante o processo de consulta e me comprometo a apoiá-lo durante a recuperação.

Quais são as causas da ginecomastia?

Existem várias causas da ginecomastia, entre elas a genética e a causa hormonal. As alterações nos níveis de estrogênio ou testosterona podem causar o desenvolvimento de tecido mamário. Homens jovens com ginecomastia devem ser avaliados quanto ao desequilíbrio hormonal, pois essa é uma das causas mais comuns dessa condição.
Outras causas de ginecomastia incluem:
• Medicamentos – alguns antibióticos, medicamentos para o coração, medicamentos para azia, medicamentos anti-ansiedade, antidepressivos e outros medicamentos
• Drogas e álcool – maconha, heroína, anfetaminas, esteróides e álcool em excesso
• Produtos à base de plantas – Árvore do chá e lavanda
• Condições médicas – tireóide hiperativa, doença renal, etc.
• Ganho de peso

A ginecomastia sempre precisa de cirurgia?

A ginecomastia, na puberdade, geralmente se resolve sozinha, sem necessidade de cirurgia. A ginecomastia na adolescência geralmente desaparece sem tratamento à medida que o jovem cresce na idade adulta. A ginecomastia causada por condições médicas ou medicamentos geralmente se resolve tratando a condição ou ajustando a medicação. Se a ginecomastia não desaparecer por conta própria e você não estiver satisfeito com a aparência do seu peito, o tratamento cirúrgico estará disponível.

A ginecomastia é incomum?

A ginecomastia é muito comum e afetará a maioria dos homens em algum momento da vida. Cerca de 70% dos meninos desenvolverão algum nível de ginecomastia durante a puberdade. Também é comum durante a infância e em homens mais velhos de meia idade.

É difícil tratar a ginecomastia?

Você não precisa suportar uma vida inteira com ginecomastia. É muito tratável, geralmente com excelentes resultados. Se você não conseguiu resolver sua condição com estilo de vida, dieta e alterações médicas, venha nos ver.

Como é a cirurgia da ginecomastia?

A cirurgia de redução de mama masculina pode remover o excesso de tecido mamário e restaurar uma aparência achatada no peito.
Normalmente, usamos lipoaspiração e / ou excisão cirúrgica para remover o excesso de tecido. A lipoaspiração é uma excelente opção para remover gordura indesejada e a excisão cirúrgica pode ser usada em tecidos fibrosos. Alguns homens terão excesso de pele que requer remoção. Isso geralmente é necessário em homens que perderam muito peso ou que têm seios muito grandes.

Quanto custa a cirurgia plástica de ginecomastia?

É PROIBIDO pelo Conselho Federal de Medicina (através da resolução 1.836/2008) divulgar informações sobre preços e custos de tratamentos sem avaliação prévia para evitar que os pacientes sejam vítimas de cirurgiões e clínicas que atuam de maneira anti-ética, que vendem tratamentos antes mesmo de saber se as pessoas que os procuram terão benefícios com eles ou se é o melhor para elas.
Outro motivo importante é que dependendo de cada paciente, procedimentos semelhantes podem ter custos diferentes.
Isso inclui necessidade de tratamentos adicionais ou complementares para ter um bom resultado.
Todos esses fatores influenciam no valor final de um procedimento.